sábado, 5 de dezembro de 2009

Conflitos internos


Meus obstáculos são meus pés no chão que não me deixam ir tão longe. São as invisíveis algemas e cordas que me prendem nesta cadeira pra não ter alternativa a não ser mexer e mexer um caldeirão de amargura. Devem ter cortado minhas asas pois nem ao menos consigo sonhar. E como GRITAR se me calaram com subornos medíocres e inaceitáveis de falsos consolos. Não tenho armas, nem piedade, só meu humor sarcástico que não me deixa mentir, nem abaixar a cabeça. Meus sentimentos estão congelados nesse coração que deveria ser quente. Mas quem se importa? Se tudo o que tenho é o presente e o fim. O passado apaguei, e o futuro não sei se virá. Cansei de ter que viver sem chances ou possibilidades. Então o que vou fazer agora?

Deus não dá asa à cobra. É por isso que não posso voar!

Raquel Hora

3 comentários:

Patriny Marcelle disse...

Você tem como voar com seu coração e sua imaginação, basta acreditar.
bjokinhas

Duanny!. disse...

Ter asas não quer dizer que você possa voar. É tudo uma questão de competência, ou você pode, ou você não pode.
simples assim.

SOloukPHIA disse...

Olha só.Tou na ilha mais talvez vá para ai com minha vó oks??